SindiTelebrasil apoia criação da Lei Geral das Antenas

Legislação federal foi proposta pelo Ministério das Comunicações e poderá unificar as mais de 250 leis municipais e estaduais sobre o tema

Brasília, 23 – O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia Fixa e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) apoia a iniciativa do Ministério das Comunicações de criar uma legislação federal única para a instalação de antenas de telefonia celular (Estações Radio Base – ERBs) em todo o País, que já vem sendo chamada de Lei Geral das Antenas. O SindiTelebrasil apresentará ao Ministério das Comunicações sugestões para o projeto de lei sobre o assunto.

Existem no País mais de 250 leis municipais que dificultam a instalação das ERBs da telefonia móvel, dificultando inclusive a expansão dos serviços e o aumento da capacidade de oferta. Há municípios que exigem, por exemplo, uma distância de 15 metros entre a base de sustentação de antenas e os imóveis vizinhos. Em outros, essa distância é ampliada para 100 metros. Há ainda casos em que é exigida a autorização de 60% dos proprietários de imóveis situados num raio de 200 metros da antena.

Leia mais...

SindiTelebrasil solicita acesso a dados sobre o leilão de licenças de 4G

Em audiência pública para discutir o tema em São Paulo o Sindicato sugeriu ainda amplo debate sobre as motivações e planilhas que fundamentaram as regras do edital de licitação das frequências de 450 MHz e de 2,5 GHz

Brasília, 2 - O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) solicitou hoje, durante audiência pública promovida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em São Paulo, que seja liberado, de imediato, o acesso às motivações e planilhas que fundamentaram a elaboração das regras do edital de licitação das licenças para a prestação dos serviços de quarta geração (4G) da telefonia móvel. O SindiTelebrasil entende que essas informações são fundamentais para a avaliação da viabilidade econômico-financeira do projeto.

Leia mais...

SindiTelebrasil manifesta posição favorável à expansão da banda larga e sugere alterações no edital de 2,5 GHz

Brasília, 31 - O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) manifestou hoje, durante audiência pública promovida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para discutir as regras do edital de licitação das licenças para a prestação dos serviços de quarta geração (4G) da telefonia móvel, sua posição favorável à expansão da cobertura e da utilização da banda larga no Brasil. Na mesma audiência, o Sindicato mostrou empenho e comprometimento de suas associadas com o sucesso da operação móvel de alta velocidade durante a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de Futebol de 2014.

O SindiTelebrasil ressaltou a expansão já realizada pelas prestadoras móveis, que garantiu a presença das redes de terceira geração (3G) em 2.650 municípios, que concentram 83% da população do Brasil, atendimento que está além das obrigações de abrangência impostas pelo edital de licitação do 3G. No Brasil, os acessos em banda larga já chegam a 58 milhões, sendo que 41 milhões são pelas redes de 3G.

O SindiTelebrasil acredita que a tecnologia Long Term Evolution (LTE), da qual a faixa de 2,5 GHz é parte, será elemento importante na estrutura de atendimento da crescente demanda de dados e, por isso, reconhece a importância da licitação da banda de 2,5 GHz proposta pela Anatel. Alerta, no entanto, para preocupações geradas pela proposta de edital em discussão, principalmente quanto à efetividade da solução proposta para enfrentar o desafio de atender as demandas por mais e melhores serviços de telecomunicações.

Leia mais...

Acordo de cooperação para combater envio de spams é assinado pelo SINDITELEBRASIL

As prestadoras de serviços de telecomunicações, representadas pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), firmaram hoje um  acordo de cooperação para combater o envio indiscriminado de mensagens indesejadas por e-mail, como os chamados spams. A iniciativa, também assinada pelo Comitê Gestor de Internet no Brasil (CGI.br) e pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), tem, entre outros objetivos, o de implantar o bloqueio da chamada Porta 25, que é uma das saídas de e-mail, por onde trafega a maioria desses spams, que vão diretamente para o destinatário sem a exigência de autenticação pelo servidor. Veja mais.

“SindiTelebrasil assina acordo de cooperação para combater envio de spams pela internet

Iniciativa das prestadoras de telecomunicações vai reduzir tráfego de mensagens indesejadas por e-mail e o congestionamento de caixas postais

Brasília, 23 - As prestadoras de serviços de telecomunicações, representadas pelo Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), firmaram hoje um  acordo de cooperação para combater o envio indiscriminado de mensagens indesejadas por e-mail, como os chamados spams

Leia mais...

Emissão de Guias GRCS

cadastre sua empresa

Receba nossas novidades

Rio de Janeiro - RJ

Avenida Pasteur, 383 - Urca
Rio de Janeiro - RJ - CEP: 22290-240

Tel.: +55 (21) 2244-9494 - Fax:+55 (21) 2542-4092

Brasília - DF

SCN Quadra 1, Bloco F - Ed. América Office Tower
8º andar - Brasília - DF - CEP: 70711-905

Tel: +55 (61) 2105-7455